Cronos quer nos destruir!



Ola, bom dia galera do fé em atitude!
Vocês devem estar se perguntando, o que esse título tem a ver e qual a reflexão que vai ser trazida. Bom, primeiramente quero recomendar a vocês um bom livro que terminei de ler ontem: Percy Jackson e o olimpianos - o ladrão de raios.

Nele (lá vem spoiler... kkk) conta-se a história de um semi-deus na atualidade. No livro existe uma figura que representa o mal, que é Cronos. Quem conhece um pouco de mitologia grega (e não é preciso conhecer para ler o livro, porque nele explica bem muitas coisas) deve saber que é o deus do tempo, e que seu filho, Zeus, o derrotou. Acontece que ele, por ser um deus, não pode morrer, mas ficou confinado no Tártaro. Acontece que Cronos quer vingança, quer destruir a sociedade que conhecemos, junto com todos os deuses que a regem. Percy, filho de Poseidon, foi escolhido para lutar contra esse mal.

Com esta pequena explicação, posso ir para os finalmentes. Ao ler o último capítulo ontem, encontrei o seguinte trecho:
- Não podemos simplesmente ficar sentados sem fazer nada - disse eu <Percy Jackson>.
- Nós não vamos ficar sentados - prometeu Quíron<o centauro>. - Mas você precisa ter cuidado. Cronos quer que você seja destruído. Ele quer a sua vida interrompida, os seus pensamentos obscurecidos por medo e raiva. Não dê a ele o que ele quer. Treine pacientemente. O seu momento chegará.
Essa parte me fez parar a leitura por um momento, e trazer isso para a vida real, para o nosso mundo. O que pode estar lutando vorazmente contra nós, lutando com toda a força para impedir que nossos objetivos, nossos chamados, enfim, nossas vocações aconteçam?
De fato, assim como na história do livro, existe uma grande luta em nosso meio. Está escrito na Bíblia:
Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos. (Efésios 6, 12-18)
Vejo que no livro, o centauro afirma que tudo o que Cronos quer é interromper a vida de Percy. Não é isso o que o inimigo de Deus também quer de nós? Que interrompamos nossa vida e sejamos como zumbis, mortos que se esqueceram de se deitar? Pessoas inundadas em medo e raiva?

O centauro também encoraja, dizendo a Percy para não dar o que Cronos quer, que é deixar-se levar e entregar a ele sua vida, mas que treine pacientemente, porque o momento certo de fazer algo chegará. Não é assim que Deus faz conosco também? Pedindo que treinemos pacientemente, com as Suas armaduras e espadas, para que na hora da tentação, na hora que o demônio nos atacar, nós estejamos prontos para enfrenta-lo, com a ajuda dos santos e dos anjos?

Veja como é lindo o paralelo que podemos fazer entre este pequeno diálogo do livro Percy Jackson e com o trecho bíblico de Efésios.

Na história, Percy não luta contra seres humanos, mas contra uma divindade poderosa. Deus nos diz através de Paulo em sua carta que não é contra pessoas de carne contra quem lutamos, mas contra principados e potestades.

Na história do livro que indico, Quíron diz que Percy deve treinar pacientemente para quando chegar o momento da grande batalha. Na bíblia, Paulo nos diz todas as armas que devemos usar para enfrentar o mal (a proposito, a armadura de Deus, composta pelo cinto da verdade, pela couraça da justiça, pelos botas da evangelização, pelo escudo da fé, pelo capacete da salvação e pela espada do Espírito, a bíblia). E o grande treinamento é a invocação, a oração e intensa vigília de súplica por todos os cristãos.

Hoje, meus queridos, é isso que Deus vem falar para todos nós. Vem nos falar dessa legião de demônios que se levanta contra nós todos os dias, o que faz com que nos sintamos pequenos e vulneráveis; mas o mesmo Pai que permite essa investida, essa guerra, ele também nos da todo o apoio, todas as armas necessárias, e ainda envia os seus anjos para que sejamos vitoriosos na batalha.

E aí, já começou o treinamento pesado de hoje?

Deixo-vos com uma música da Ir. Kelly Patrícia para refletir sobre isso:

Abraço, fé em atitude a todos.
0