Realidade e espiritualidade

Aew galera, a paz de Cristo!
Tudo bem com vocês?
Hoje trazemos esse tema, mas o que ele pode significar?
Realidade é aquilo que está em nossa volta. Será que posso dizer que realidade é a impressão de Deus sobre a terra?
hummm... Vejamos:
Não se vendem dois pardais por uma moedinha? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. (cf. Mateus 10, 29)
Então, não há nada que aconteça sem que tenha sido consentido por Deus, afinal, Ele é o todo poderoso, criador de todas as coisas, certo?
Nossa, então espera, quer dizer que eu posso enxergar Deus nas coisas, nas criaturas, nas atitudes boas e más, nos carros que passam, nas árvores que mexem com o vento, na mão que afaga, no assassino que mata, na palavra áspera!? Ufa!
Seria estranho enxergar Deus nas atitudes más, não é verdade? Afinal de contas, "Deus é amor" (I João 4, 8).
Mas, vejamos, de onde vem o mal?
Não faço o bem que quero, mas faço o mal que não quero. (cf. Romanos 7, 19)
Nossa, o homem pratica o mal! Que novidade, ou nem tanto, né!?... =D
De fato, nós possuímos o desejo de fazer o bem, mas não são nossas palavras que o farão, mas sim nossas ações, nossas atitudes. Numa parábola de Jesus, dois moleques foram chamados por seu pai para trabalhar na vinha, um disse sim e não foi, o outro disse não mas se arrependeu e foi. Jesus ainda perguntou quem foi que fez a vontade do pai... Adivinha? (Mateus 21, 28-31).
Então o mal vem do homem, das más atitudes humanas?
Se sim, de onde vem o homem?
Não seria de Deus?
Então o mal vem do próprio bem!?
Agora você vem: o que esse maluco ta querendo dizer?
Quando acendemos uma luz numa sala, naturalmente aparece uma sombra para cada objeto que ali esteja. Portanto, imagina o que acontece quando a luz de Deus aparece? Uma luz infinita! Sempre vem um mal para derrubar, embora fraco, pois o foco de luz sempre é maior que a sombra formada por ele. Isso, meus amigos, é um exemplo clássico das coisas que acontecem na realidade, e que podemos aplicar à nossa espiritualidade. É uma realidade física que mostra uma realidade divina.
Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? Por que não julgais por vós mesmos o que é justo? (cf. Lucas 12, 54-57)
Cara, fala sério! Se sabemos interpretar os sinais naturais para o clima, com certeza sabemos interpretar os sinais divinos para a justiça, porque ambos estão intimamente ligados, como podemos perceber. É a criação física que se faz digital divina! O rastro de Deus sobre a face da terra!

Ainda me pergunto, como tudo isso, porque ainda não acreditamos, ou, mesmo acreditando, nos deixamos levar pela tristeza, pela vontade de ter dinheiro (não joguem pedras em mim! isso é pra outra formação...), pela vingança, vaidade, reticências.

Aprendamos a ver a digital de Deus sobre tudo o que acontece ao nosso redor.

Abraço, galera!
Fé em atitude para vocês!
0