Buraco

Hoje eu estava juntando o lixo depois de passar a vassoura nos principais cômodos da casa.
Pequei um saco de lixo e comecei a enche-lo, porém ele estava furado e derramou uma parte do lixo.
Peguei outro saco, mais fino e fraco, e aconteceu a mesma coisa.
Tive de pegar um saco mais grosso e consistente, sem buracos, para enche-lo sem derramar.
Disso pude tirar a sequinte reflexão: As vezes nossa vida e/ou nosso coração estão com algum buraco em algum lugar. Então, nós tentamos encher com esperança, com alegria, com entusiasmo; mas por ter um furo, estas coisas começam a vazar e se perder. Logo nos sentimos vazios de novo.

Por mais que Deus seja infinito, se não tapamos os buracos que estragam nossa vida, sempre existirá momentos de vazio, de solidão.

Quais são os buracos da sua vida? O que faz o Espírito Santo vazar de ti? Afinal, não estamos falando mais de lixo, mas sim de uma água transparente e renovadora e, enquanto estiver vazando do cantil que somos nós, sempre teremos um coração vazio dessa água vivificante.
Mas, porque és morno, nem frio nem quente, estou para vomitar-te de minha boca.
(Apocalipse 3, 16)
Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha
(Mateus 5, 14)
É certo que também somos luz do mundo, como está no evangelho de São Mateus. Por isso a água que recebemos de Deus deve ser partilhada. Mas partilha que verdadeiramente vale a pena sairá da boca do cantil, não de um buraco no fundo dele, como se fosse uma obrigação.

Um abraço galera,
Deus nos ajude.
1