Lectio Diária: Eclo 12,8-18.


Hoje a Lectio é dividido em dois parágrafos e nos mostra que precisamos ter discernimento das verdadeiras amizades. Num mundo de tanta gente falsa, é difícil diferenciar os verdadeiros da multidão.

No primeiro parágrafo, o autor sagrado nos revela que nós podemos discernir as verdadeiras amizades de uma maneira muito simples. O falso se entristece com nossa prosperidade, enquanto o verdadeira se rejubila. O falso se felicita com a nossa doença, e o amigo infiel vai embora quando estamos em apuros. Mas o amigo verdadeiro, fiel, não nos deixa em momentos de dificuldade.

Precisamos ter cuidado com a posição que colocamos essas pessoas em nossas vidas, em nossos corações. Digo que precisamos orar por elas, pela conversão delas, mas ao mesmo tempo ter cuidado para que não coloquem pedras em nossos caminhos. Não custa nada pedir ajuda ao Senhor, pedir sabedoria a Deus, para lidar com os falsos.

O segundo parágrafo nos revela como é a atitude dessas cobras, de como elas agem. Em um relacionamento amoroso, por exemplo, a pessoa finge que gosta de você e muitas vezes até ela mesma acredita nessa mentira. Nos associamos a essa pessoa e, pela cegueira da paixão, nos deixamos levar até mesmo pelo pecado que essa pessoa deseja cometer conosco. Ela nos leva ao buraco e quando tropeçarmos, ela não nos dará apoio, ela se afastará, essa pessoa nos abandonará. É possível notar em sua vida alguém que tenha agido assim ou que age assim?

Por isso, meus irmãos, temos que permanecer firmes no amor de Deus, permanecer firmes na busca pela santidade e não nos deixar levar por vis pecados que essas pessoas vem com voz doce nos ludibriar. Louvado seja o nome do nosso Senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado.
0