Lectio Diária: Eclo 11,12-28.

O Senhor tem um olhar especial para os pobres, para os que nada possuem. A palavra nos fala isso neste livro e é comprovada em Jesus, quando veio curar, alimentar, restaurar a honra das pessoas. Isso acontece porque o Senhor se importa conosco, se importa se estamos com dores ou não. Ele se interessa pela nossa felicidade.

Tudo é dom de Deus. Mesmo as coisas ruins que acontecem, só o acontecem por permissão de Deus. Por isso, precisamos olhar para a nossa vida e elevar as coisas boas que Deus nos deu, em vez de lamentar pelo que não temos. Se Deus quiser nos dar algo, Ele dará no tempo Dele e na hora Dele. Se Ele quiser tirar, da mesma maneira. Não podemos achar que temos controles sobre os nossos bens, sobre o tempo que ficaremos aqui e que poderemos usufruir de economias. Só Deus sabe o dia e a hora e nós precisamos viver o desapego das coisas materiais. E o que é viver o desapego? É usar com moderação, é não ser dependente, não perder a cabeça por causa de um objeto ou mesmo de um dinheiro perdido.

Por isso, precisamos perseverar em nossas tarefas e sermos fiéis ao Senhor, pois o Senhor recompensa pela fidelidade. Mesmo cansado, precisamos continuar, persistir, nos planos de Deus para nós. Pois, como podemos ver na agricultura, muito citada pela palavra de Deus, as sementes são plantadas entre lágrimas, mas os feixes são colhidos na alegria. (c.f. Salmo 125, 5). Ninguém pode achar que tem tudo, antes seja humilde e se coloque diante de Deus com o seu nada e o tudo que Deus é o preencherá.

Por fim, a palavra de hoje encerra mostrando que ninguém pode chamar de feliz uma pessoa até que ela morra. De fato, só podemos observar a vida de uma pessoa em sua totalidade se ela tiver início, meio e fim. Isso não significa que devemos viver desconfiados de que as pessoas vão mudar e se tornar ruins. Lembremos da confiança que devemos ter em Deus e em seu projeto para nossas vidas. Antes vivamos bem e façamos o bem, pois no fim isso é o que contará quando estivermos face a face diante do Senhor.
0