Lectio Diária: Mc 7,14-23


Para compreender o evangelho de hoje, é precisa antes saber que os judeus possuíam uma lista de alimentos que eram considerados impuros e que quem comesse desses alimentos, tornava-se igualmente impuro e indigno de participar da religião. Jesus vem desmascarar esse tipo de religiosidade e mostrar a todos nós que o que nos torna impuros é o que saí de nós, não o que entra.

Cada parábola de Jesus tem um significado, e Ele as usava para que as pessoas tivessem menos culpa dos seus erros quando no juízo final, tamanha era a misericórdia e vontade de salvar a todos do Cristo. Apesar disso, a alguns Ele revelava o significado. Lógico que, como diz em Lucas 12, 48b: "a quem muito foi dado, muito será exigido". Muito será exigido daqueles que compreendem e não praticam, mas quem compreende no fundo do seu coração e vive, alcançará o céu pela sua vivência evangélica e terá o nome na lista dos santos.

A explicação de Jesus é bem simples: tudo o que comemos vai para o estômago e o resto que nosso corpo não utiliza, para a fossa. Como isso poderia tornar alguém puro ou impuro? Segundo Jesus, o que torna impuro é o que saí de nossos corações. Só podemos dar aquilo que temos. Se nosso coração está cheio de amor, é amor que daremos aos outros. Se cheio de ódio, daremos ódio às pessoas que nos cercam. Essas coisas é que são passíveis de pecado, essas que levamos aos outros de ruim. Precisamos pedir sempre a Deus que purifique os nossos corações para que possamos dar apenas coisas boas aos nossos amigos e familiares.

As más intenções e boas intenções não saem do nosso estômago, mas sim do nosso coração. Portanto, precisamos cuidar para que nosso coração fique cheio de boas coisas, de boas intenções, de alegria.

Existem mutias coisas dentro de nós, pensamentos de pecado, pensamentos negativos, que nos acompanham por conta do que vimos e sentimos em nossas vidas. O cuidado maior é o de não deixar que essas coisas destruam a vida de alguém. Mesmo que tenhamos que sofrer no silêncio, mas Deus sabe de todas as coisas e verá nossos sacrifícios.

0