Lectio Diária: Mc 3,7-12


Jesus caminhava por muitos lugares da galileia, não ficava muito tempo em um mesmo lugar, pois veio cumprir sua missão de levar a boa notícia e criar a sua igreja, igreja de Deus. Os apóstolos estavam jundo Dele como um sinal de que na evangelização é preciso estar junto de Jesus, senão nada poderemos fazer.
Muita gente o seguia de maneira muito natural, gente de todos os lugares. Olhe para o versículo 8 e veja de onde vinha o povo. Era muita gente que veio ver Jesus por ouvir falar sobre o que Ele fazia. Isso me faz retomar a nossa reflexão de ontem sobre as necessidades humanas. Eles viam em Jesus alguém que poderia suprir as necessidades deles e estavam muito certos quanto a isso. Uma vida sem Jesus, uma vida sem Deus, é uma vida vazia de significado. Um nasce, que cresce e depois morre e ponto final. Existe um motivo para tudo o que acontece, muitas vezes até conseguimos enxergar no tempo em que ainda estamos neste mundo, outras somente quando chegarmos na glória eterna.
Todos precisam de um espaço para praticar suas tarefas, seus chamados. Mesmo Jesus, que era Deus, precisou se distanciar um pouco para não ser comprimido, tamanha era a quantidade de pessoas.
O desespero daquela gente era tão grande, que chegavam a se jogar sobre Jesus para tocá-lo, para que suas necessidades fossem supridas. Se fosse nos tempos de hoje? Será que as pessoas fariam o mesmo? Procurariam Jesus tão freneticamente? Minhas convicções dizem que não. Toda quinta feira tem adoração na minha capela e Jesus eucarístico é exposto. Na igreja fica alguns gatos pingados. Alguns curiosos até passam olhando, mas nem fazem conta. Não procuram mais Jesus como procuravam antigamente.
As trevas não conseguem permanecer enquanto houver luz. Assim, quando a Luz veio ao mundo, as trevas se afastavam, os demônios se debatiam e buscavam se afastar de Deus. Se bem soubesse, as pessoas buscariam mais a Deus. Assim os demônios, males, trevas se afastariam delas. A verdade é algo incrível que nem os demônios conseguem suprimir, eles mesmos diziam quem Jesus era. Quem somos nós, então, para querer suprimir? Se suprimimos, é unicamente porque Deus nos deu livre arbítrio e quando suprimimos, não exercemos corretamente essa real liberdade.
Não era a hora de Jesus se entregar para ser morto na cruz, por isso Ele ordenava aos demônios que não dissessem quem Ele era. Assim que os fariseus, mestres da lei e outros que se achavam os donos da verdade souberam quem Jesus era, já começaram a planejar sua morte.
0