Que a força esteja com você!

Olá galera, firmeza?
Segunda-feira eu atestei o que Morgan Freeman falou em uma entrevista sobre preconceito: quanto mais falamos dele, mais ele se acentua. Depois de ver um vídeo no canal Boom no Youtube, que tratava do assunto, percebi que vieram certos pensamentos de preconceito quando vi certas pessoas no ônibus, quando voltava da faculdade. Pensamentos estes que logo repreendi.
Eu acredito que a questão não é ignorar o preconceito que existe, mas onde nós estamos nos atendo? Ao que é bom ou ao que é mal? Quanto mais nos focamos no mal, mais o mal cresce em nós.
Um velho sábio disse uma vez que existem dois lobos dentro de nós: O bem e o mal. O lobo que alimentamos será o mais forte e o que prevalecerá. Fiquei indignado quando falaram besteira sobre o novo personagem do Star Wars ser “negro” e estar junto com uma personagem “branca”. Mas quem disse que eu fiquei me atendo a isso? Escrevendo indignações em redes sociais? Não, caras e moças, eu olhei para o filme, olhei para o que de bom esse filme poderia trazer. E eu até cheguei a esquecer deste fato lamentável, porque prevaleceu em mim o lobo bom.
Na vida nós precisamos decidir o que vamos alimentar dentro de nós. No Star Wars, escolher o lado da força do qual vamos viver. Mas asseguro a vocês que alimentar o lobo do bem vai muito além de criticar. É dar espaço aos acontecimentos que mostram a unidade entre as pessoas, é compartilhar notícias positivas, dando mais espaço a elas. É parar de criar rótulos ideológicos e nos olharmos simplesmente como seres humanos. Pergunto-me: Por que na televisão as boas notícias passam em 2 minutos e as más em 10, 15 minutos? O que de fato nós estamos alimentando? Será que não é por isso que o mundo está como está? O que você tem alimentando em seu interior?

Valeu galera! Fé em atitude!

0