A loucura e seus pontos de vistas

Ola galera de fé e atitude!

No fim de semana passado tive uma experiência única com algo mega ultra hiper blast fantástico supremo! E é sem exagero... kkkkkk
E essa experiência me fez melhorar, mais do que já tinha melhorado, minha perspectiva sobre as realidades vividas.

E uma dessas coisas foi o título desta formação: a loucura e seus pontos de vistas. Afinal, o que é loucura? Algo bom? Algo ruim? Uma atitude necessária ou desnecessária? Que faz crescer ou faz morrer? Que tipos de perspectivas podemos tirar dela? Estes são os principais questionamentos.

Loucura como atitude de vida

Sabe aquela situação em que você tem muito medo, mas você vai e faz? Coração batendo forte, mas a coragem foi maior do que o medo? É exatamente o que sente o louco.
E muitos gostam se ser muito loucos, de viver uma vida que tenha um significado, que tenha uma emoção de tirar o fôlego!
Uma loucura como atitude de vida, fazer algo necessário para nós e para os outros, é uma loucura boa. Veja o exemplo de Jesus: se entregou à loucura da cruz para nos salvar e nos ensinar o amor, nos ensinar a sermos mais humildes, a dar a cara a bater; ensinando com exemplos àqueles que só enxergam com os olhos da carne.
Mas para outras pessoa, nada disso é loucura, é absurdo... Para várias pessoas, loucura é roubar, cheirar ou usar uma droga, ser louco é se prostituir e fazer sexo indiscriminadamente.
É por isso que quero questionar: dessas coisas mencionadas aqui, o que é de fato uma atitude de vida? Uma ação decisório que vai contra os nossos medos, nos fazendo remar contra a maré para se fazer o que é bom?

Eu te desafio a se mover!

Pular de bungee jump, escalar uma montanha, fazer uma trilha; nada disso é loucura se o fizermos sem consciência, sem nossa cabeça no lugar. Como nós podemos sentir uma emoção verdadeira se estamos fora de nós mesmos, drogados? Ou se tiramos do outro a liberdade que ela tem para também ser louca, tirando a vida dela ou algum bem que possua?
É preciso se mover, e eu te desafio a isso! Te desafio a sair da posição de conformidade, te desafio a ter coragem e fazer uma coisa boa, mesmo que parece careta para outras pessoas, mas se ajudar um velhinho a atravessar a rua te faz o coração bater, te faz sentir um medo do que os outros possam pensar, mas acima disso, te faz decidir lutar contra o medo; por que não o fazer?
Lutar contra nossas medos de fazer o que é certo é a melhor forma de loucura que pode existir nesta terra. Não é uma loucura mundana, uma loucura que nos tira a liberdade, nos tira nossa identidade. Não é loucura de hospício, mas é algo que fazemos dentro do que somos, e na nossa perfeita liberdade de lutar e vencer.

Um abraço a todos!
Que tenhamos sempre essa fé em atitude!
Até a próxima!
0