O que significa nascer?

Atualizado em 2 de março de 2011, às 10:48
Certa vez encontrei na internet, num blog de um cristão que gosta de dinheiro (eufemisticamente falando), uns troços esquizitos, dizendo que a partir da passagem na bílbia que descrevo abaixo, Jesus defendia o aborto:
O Filho do Homem se vai, conforme está escrito a seu respeito. Ai, porém, daquele por quem o Filho do Homem é entregue. Melhor seria que tal homem nunca tivesse nascido!” (c.f. Marcos 14, 21)
O tal cristão dizia que era melhor não ter nascido, então era melhor que tivesse sido abortado. Dizia que é melhor abortar para que o mundo não ganhe um mal feitor, caso as condições familiares para receber a criança não sejam boas.

A princípio, fico pensando: se tivesse sido abortado, o plano de Deus não teria acontecido! Hora, cada pessoa tem seu papel neste mundo, e ninguém pode ser simplesmente substituído. Assim era com os apóstolos: Judas era o único que poderia cumprir o papel de entregar Jesus, só ele teria cara e coração, como diz o ditado, pra fazer isso. Assim como, em contrapartida, Pedro seria a pedra, o primeiro, de uma linhagem de sacerdotes que estariam à frente da nossa Igreja, mesmo com seus defeitos (ele negou Jesus três vezes, vide c.f. Marcos 14, 66-72, mas foi escolhido para que a igreja fosse edificada sobre ele, vide em Mateus 16, 18).

Depois, vejo que existem passagens em que Jesus defende os pecadores, dizendo que ele veio para salvar suas almas, pois quem precisa de médico é o doente, não o são (vide c.f. Marcos 2, 17). Além disso, procurei uma passagem que falasse sobre vida e encontrei duas que quero destacar:
Não matarás. (Êxodo 20, 13) e Abstém-te de toda palavra mentirosa. Não matarás o inocente e o justo, porque não absolverei o culpado. (Êxodo 23,7)
Delas, podemos ter a conclusão nítida de que não se pode matar a ninguém, nem o inocente. E o que é um feto senão um inocente? É lei de Deus, não devemos matar.

Mas porque Jesus falou aquilo? Muitos poderiam se perguntar isso, e a resposta que vem no meu coração é esta: será que sabemos de verdade o que significa nascer?

Comecei a procurar o significado da palavra nascer e achei isto no Michaelis:
nascer
nas.cer
(lat vulg *nascere, por nasci) vint 1 Começar a ter vida exterior; vir à luz, sair do ovo ou do ventre materno: Nascera o grande maestro. Ontem nasceram 18 pintinhos. vti 2 Vir por geração; descender: Nascer de estirpe. vti 3 Proceder, provir, derivar: Expressões meigas, que nasciam do coração. vlig 4 Vir ao mundo com certas qualidades especiais: O verdadeiro místico já nasce místico. vti 5 Ser fadado a; ter vocação ou aptidão para: Não nasci para palhaço. vint 6 Brotar da terra; germinar: Nascem as hortaliças. vint 7 Apontar, romper: Ainda não lhe nasceram os dentes. vti 8 Ter começo ou origem: A independência do Brasil nasceu às margens do Ipiranga. A astronomia nasceu na Caldéia. vint 9 Começar a surgir, aparentemente, no horizonte (diz-se dos astros ou do dia): Há meia hora que o Sol nasceu. vti 10 Gerar-se, ser inventado; surgir: "As invenções que nasceram no cérebro de Édison" (Séguier). vti 11 Aparecer, formar-se: Nasceu-lhe uma espinha na ponta do nariz. Nascer em berço de ouro: nascer de pais ricos e ter a infância e a mocidade fartas, além de um futuro despreocupado. Nascer empelicado, Folc: nascer envolto na membrana amniótica, o que, segundo a crendice popular, torna a pessoa feliz e rica. Nascer morto: gorar, falhar: O clube nasceu morto. Nascer ontem, nascer hoje (nas expressões: não nasci ontem, não nasci hoje): ter já experiência, saber resolver-se. Nascer outra vez: haver escapado de grave perigo.>>
Muitas vezes, só vemos o significado etimológico da palavra. Vemos só o item 1, que diz começar a ter vida exterior, mas vejam que o significado da palavra nascer é muito extenso.

Percebam que, de propósito, marquei os excertos 8, 10 e 11; que falam de uma forma bem clara que nascer é ter começo, gerar-se, ser inventado, surgir, aparecer, formar-se. Acaso o embrião não se forma? Não tem o seu começo? Acaso o embrião não foi gerado, para que depois viesse o feto e, assim, o bebê?

Perdoem-me, mas acreditar que um bebe nasce do nada é pura ignorância. Existe todo um crescimento, todo um processo que envolve tanto o bebê, como a mãe. Uma pessoa que acredita nisso, ou não conhece a lei de Deus, ou é um charlatão que defende um sexo desenfreado e selvagem, irracional.

Jesus tinha toda a sabedoria, porque o Espírito de Deus estava nele (c.f. Lucas 4, 17-21) e com certeza ele sabe de todas essas coisas. Não acredito que ele tenha falado no sentido de matar, porque a própria palavra de Deus defende a vida. Ele falara, provavelmente, no de ser concebido. Porque o primeiro nascimento de uma pessoa acontece exatamente na concepção do óvulo com o espermatozóide. A irresponsabilidade sexual hoje é gritante, e se uma pessoa não é concebida, ela nunca nascerá. Mas isso é um assunto para outra formação.

Por fim, acredito que nascer é pular de uma fase para outra. Um embrião morre para o embrião e nasce para o feto e o feto morre para o feto e nasce para o bebê. Morremos para a adolescência e nascemos para a vida adulta. Assim vocês podem tirar muitos outros exemplos do que profundamente significa a palavra nascer.

A vida em si é um constante nascer e morrer.

Um abraço a todos os meus queridos leitores, que Deus os abençoe!
0