Algo sobre: Celibato

Eu li pouco sobre a questão do celibato, mas, até onde aprendi, um padre casado com uma mulher não poderia se inteirar com a sua esposa e ao mesmo tempo no serviço à Deus. Ele ficaria em cima do muro.

Tanto o casamento (sacramento do matrimônio) quanto o sacerdócio (sacramento da ordem) necessitam de uma entrega sobrenatural, uma entrega que seja comparável a de Cristo por sua Igreja (Está na bíblia em Efésios 5, 25. I Coríntios 7, 1-17 explica mais detalhadamente sobre o casamento).

Além disso, padre significa "outrocristo". Então, quem está celebrando a missa (missão?!) é o "outrocristo". Como ele poderia ser casado?

Por isso, acredito (vou ver se leio alguma coisa sobre a encíclica do Papa Paulo VI, que trata o assunto de forma esmiuçada), que ser padre e casar é a mesma coisa de casar duas vezes, com duas esposas diferentes: uma humana, outra divina (a Igreja). Isso é poligamia, condenada pela Igreja e pelo próprio Cristo, como está escrito em Mt 5,32; 19,9; Mc 10,2-10; Lc 16,18; Rm 7,2s; 1Cor 7,10s.39.

Um abraço galera, Deus abençoe!
"gratia Domini nostri Jesu Christi et caritas Dei et communicatio Sancti Spiritus cum omnibus vobis amen" (II Coríntios 13, 13)
0