Você é escravo?

Quando somos gerados, na união do óvulo da mulher com o espermatozoide do homem, nós dependemos, normalmente, do útero de nossas mães para sobreviver. Ao nascer, precisamos da ajuda de alguém, geralmente nossos pais, para nos alimentar e também nos ensinar as coisas básicas (andar, comer, se relacionar com as pessoas, entre outros). Ao ir para a escola, dependemos dos professores para um bom aprendizado. Quando procuramos um emprego, dependemos de tudo o que estudamos e conhecemos para que, adaptados profissionalmente, possamos ser escolhidos. Ao namorar, noivar, casar, dependemos do nível de aceitação do outro para que o relacionamento perdure. Tendo filhos, dependemos de escolas e livros para ensiná-los. Morrendo, dependemos de alguém que prepare nossa mortalha. Percebeu? Querendo ou não, todos nós somos dependentes de alguma coisa em nossas vidas.

Mas ai vai a grande pergunta: nesse regime de escravidão, a quem ou o quê estamos nos entregando?

Um programa de televisão pode até fazer darmos boas gargalhadas, mas até onde esse programa estará nos escravizando? Será que conseguimos passar uma semana sem assisti-lo?
Um sonho de padaria pode até ser gostoso, mas será que comer todo dia vai fazer bem pra você? Tem certeza que consegue deixa-lo de lado por um tempo?

Muitos podem até achar bonito fumar, achar cheiroso aquela baforada horripilante, mas até que ponto este troço está fazendo bem à você e às pessoas que estão do seu lado? Você consegue passar um mês sem usar, ou você é escravo?
Idem com a bebida e os outros tipos de drogas...

Ai está o ponto interessante: Somos escravos sim, mas, já que dependemos sempre de algo, será que escolhemos ser cativos das coisas certas?

Eu escolhi ser escravo de Deus. Ai você pergunta: Porque isso? Porque Ele conhece toda a minha vida, até mesmo o que ainda não vivi e não conheço de mim mesmo. Porque Ele sabe o que é melhor para mim e para meus familiares e amigos. Porque Ele me ensina que amar não é careta, mas sim uma coisa da hora, praticável e que nos faz bem. Porque com Ele eu sou muito mais do que escravo, sou filho, irmão, amigo. Com Ele eu posso declarar o que escutei numa palestra hoje: "Eu sou o escravo mais livre da face da terra!"(Pe. Roger Luis, comunidade Canção Nova).

E então galera, de quem vocês querem ser escravos, escolha é o que não falta!
Abraço, Deus abençoe a todos neste pentecostes!
0