Vento


Os ventos fortes,
farfalham folhas,
fazem árvores dançarem,
dance, dance...
mexe, mexe,
cada galho que remexe,
cada folha que teima à cair,
e o baile continua,
com o som sussurrante do vento,
leve, leve,
leve como algodão,
como as grandes nunvens que passam,
na mesma lentidão,
e dançam, dançam,
no mesmo tom,
no mesmo som,
o do vento,
o do relento...
0