Paixão de Cristo

O rapaz fazia boa encenação, o palco foi muito bem feito, o público olhava admirado e relembrava de nosso senhor Jesus Cristo: corações tocados por um amor que nunca nenhum homem (ou mulher) poderá explicar, mas sim senti-lo, pela vontade e glória de Deus.

Todos estavam ali sentados (ou em pé), assistindo atentos, em frente a capela, a Paixão de Cristo. Tentações do "bicho da mentira", traição, desrespeito, condenação... "Crucifica-o!", o povo gritava.
(Reflexão...)

Percebi muitos casais ali perto e fiquei imaginando: Nossa única salvação está em Cristo e é através da unidade e amor familiar, que começa num namoro, que o mundo poderá viver um pouco do que seria o Reino do Pai Celeste aqui na terra. Sejamos como a Sagrada Família de Nazaré, seguindo seu exemplo de fraternidade!

Renovemos-nos nesta Páscoa, que possamos sentir essa mudança verdadeira em nossos corações! Sinta aquilo que nunca sentiu, confie n'Aquele que nos remir todos os momentos! Lembremos-nos de Jesus, que sofreu por nós, salvando nossas vidas numa cruz... Cristo pregava o evangelho de Deus na Galileia e dizia: "Cumpriu-se o tempo, e o Reinado de Deus aproximou-se: convertei-vos e crede no evangelho" (Mc 1, 15).

As bênçãos do Pai são infinitas!
Amém!
0